Giovana & Philippe

Giovana & Philippe

Casais!

Finalmente esse post sai hoje rs!! A Gi é uma noiva suuuper querida e eu, por querer fazer um post fofo, fiquei postergando a postagem! Ai, hoje de manhã acordei mais cedo, deixei o post lindo e quando fui postar, adivinha???? Ele sumiu!!! Sim, o querido wordpress deu essa “semi” mancada. Até liguei para a Gi, para me desculpar! E a Bia, que me ajuda com o blog, coitada, correu para deixar ele pronto de novo!!! Então agora vai rs!!

A cerimônia foi na Igreja São Pedro e São Paulo e a festa no Espaço La Luna. O vestido liiiindo demais foi da querida Dani Messih (inclusive ele fez super sucesso no instagram do blog @sayido). A decor da Igreja ficou a cargo da Chuva de Ouro e a da festa foi da Tuca Benetti. Quem arrasou no jantar foi o Julio Perinetto e a assessoria foi da Dani Macek. As fotos são todas da Paola Vianna.

Texto do noivo:

Vi num filme que para tomar uma grande atitude, a gente só precisa de 20 segundos de coragem. 20 segundos para ignorar a timidez, o frio na barriga, a insegurança e fazer aquilo que se deixar passar, se arrependerá para sempre. Achei a tese bem verdadeira.

Foram de 20 em 20 segundos que eu e a Giovana chegamos até aqui. Até este site.

20 segundos foi o tempo de encontrar a garota mais bonita do trabalho no café e perguntar: “Quer jantar comigo hoje?” Depois, mais 20 no restaurante japonês, quando lhe roubei um beijo antes que ela pudesse terminar uma frase. Um ano e seis meses mais tarde, estávamos em outro restaurante japonês, este na Cidade do Cabo, curtindo o finalzinho das férias.

Lá, usei mais 20 segundos de “é hoje ou nunca” para pegar uma caixinha no bolso do casaco. Era uma aliança, que entre uma dose de saquê e outra, foi parar em cima da mesa.

Hoje estamos casados e cheios de planos. Fico pensando como valeu esses segundos de mais coração e menos razão. Poucos segundos que começaram uma história que vai durar bem mais que isso. Para sempre“.

Sobre a minha última prova do vestido:

“A última prova do vestido para mim foi igual ao meu primeiro sutiã, sabe? A gente nunca esquece MESMO. Ela marcou a minha vida e , com certeza, será inesquecível…

Lembro quando a Dani Messih (minha estilista fofa) me ligou e falou que teríamos a presença da Camila, do Blog do Say I Do, na minha última prova. Fiquei muito feliz e, até rolou uma produção da minha parte. Em todas as provas eu chegava no ateliê da Dani acabada (pois normalmente era quando eu saia do trabalho e ia direto correndo e sempre atrasada), mas quando soube que a Camila estaria presente resolvi até passar uma make para tirar a olheira e tentar ficar com uma cara mais saudável e para ela me achar mais bonita também. Hehe.

Até chegar nesta minha última prova o meu cabelo já estava super resolvido. Desde o inicio, eu já estava decidida que meu cabelo seria meio solto meio preso e teria uma flor. E em hipótese alguma, nunca tinha passado pela minha cabeça em mudar esse “penteado”(penteado é meio brega né?).

Até que na minha última prova, a Camila me deu uma sugestão de usar uma tiara, meio princesa (ela até me mostrou fotos do cabelo dela quando ela casou e estava maravilhosa por sinal) e eu ameeeei a ideia! Além disso, eu adoro usar tiara. Neste dia da prova, coincidentemente eu estava usando uma tirinha de pérolas ;- ).

As ideias da Cá ( vejam como já estou muito intíma dela. rsrs) não pararam por ai. Ela também sugeriu que eu entrasse na igreja com o cabelo preso,já que o véu iria me cobrir e, depois, que eu soltasse na festa- deixando meio preso ,meio solto. Eu ouvi, gostei e acatei na hora a sugestão. Faltava uma semana para o meu casamento,sai correndo igual uma louca atrás de uma tirinha (da Casa Vasconcellos) e da minha cabeleireira (a Santa Kathy Liprandi!) para ela fazer uma prova deste meu novo cabelo. O resultado foi um penteado lindo (modéstia a parte),muitos elogios e uma noiva MUITO feliz e realizada. Sério, tava muito FELIZ.

Obrigada de coração Camila pelas ideias !!!! E agradecimento especial para a minha estilista Dani Messih, que se não fosse por ela eu não teria conhecido a Cá”.

Sobre o casamento:

As cores do casamento eram rosa e marrom com muita folhagem verde. Tinha muitas velas também! A decoração tinha tudo a ver com a gente, era mais contemporânea , mais rústica. Tinha muita samambaia e velas ( eu e oPhi amamos samambaias)!

A comunicação visual foi o meu cunhado que fez ! Era a mesma comunicação do meu Chá Bar!”

Olha a Dani Messih, concentrada!!

Fofas!

“Fiz uma homenagem a minha mãe que é devota a nossa senhora de Fátima. Então, a mesa de bem-casados tinha uma nossa senhora de Fátima e em cada bem-casados tinha uma medalinha dela também”. Os bem casados foram da Ana Cristina.

“Estes patinhos tem história entre eu e o Philippe. Quando começamos a namorar ele tinha uma patinha que ele a chamava de “Gi”. Quando eu não estava com o Philippe, ele levava a “Gi” para fazer companhia em todos lugares que ia. Quando o Philippe viajou com seu pai , ele trouxe um patinho para mim, mas um patinho – versão homem. Eu comecei a chamar este patinho de “Phi”.

Hoje, estes dois patinhos se encontraram e eles foram os noivinhos do topo do bolo no dia do casamento. E serão felizes para sempre”.

“Um momento legal do casório que todo mundo comentou foi que distribuímos guarda-chuva na pista! Então, o efeito ficou lindo… Aí o Dj tocou “ cantando na chuva” e teve uma chuva de papel no mesmo momento. Ficou lindo e mega animado”.

Gostaram?

Eu amei! Gi, obrigada pelo carinho, pelas palavras!!!

Say I do.

 

Giovana & Philippe
Avalie esse Post

CASAR Salvador 2018