Início Destaque Lua de mel: Viagem romântica para Austrália e Indonésia
Lua de mel: Viagem romântica para Austrália e Indonésia

Lua de mel: Viagem romântica para Austrália e Indonésia

Atuante no mercado financeiro, a brasileira Renata Guedes é casada com  o suíço Dominik há 2 anos e, para comemorar o aniversário do seu marido de uma maneira diferente, acabam de voltar de um road trip pela costa leste da Austrália e uma semana de descanso em Bali.

 

Com detalhes encantadores, Renata divide aqui sua surpreendente experiência!

Roteiro

 

A viagem iniciou em Brisbane na Austrália. De lá o casal alugou um carro e subiram até Cairns. A idéia inicial era dirigir um pouco por dia para aproveitar cada cidade que paravam. Em algumas cidades como Rainbow Beach e Arlie Beach, conseguiram aproveitar duas noites e usufruir um pouco mais dos destinos. De Cairns pegaram um avião e fizeram Sydney e logo depois Bali.

 

Confira abaixo a entrevista que fizemos com a Renata com as melhores dicas.

 

Quais hotéis recomendam de olhos fechados?

 

Four seasons em Sydney, a vista mais incrível da Harbour Bridge e Opera House.

Ayana Resort & Spa

W Seminyak

2016-12-23-PHOTO-00000092-min 2016-12-23-PHOTO-00000093-min 2016-12-23-PHOTO-00000097-min

Quais os restaurantes que indicam?

 

Sydney, Australia

Quay

Sake

 

Bali

Kisik – O restaurante tem como se fosse um mercado de peixes e todos os tipos de frutos do mar fresco. Todos os pratos são preparados na hora da forma que você preferir. Super recomendado!

La Lucciola – Restaurante italiano com um  menu delicioso e ambiente bem gostoso.

Nampu – Teppanyaki section super recomendado.

Starfish Bloo – Vista maravilhosa e a comida melhor ainda.

 

Para drinks em Bali, recomendamos o Rock Bar no Hotel Ayana (a vista e incrível!), Kudeka e o bar do Hotel W.

 

Consegue nos contar sobre os passeios?

 

Fraser Island, a ilha de areia mais extensa do mundo, passeio mandatório. Você pode ver as florestas tropicais, ver baleias e golfinhos saltando enquanto você dirige pela ilha, passeio de avião decolando da própria ilha (um dos poucos lugares em que isso é possível), destroços do famoso navio Maheno que naufragou na ilha em 1935, grande diversidade de fauna e flora e tomar um banho no lago incrível que já vimos: Lago McKenzie.

 

Whitsundays (partindo de Arlie Beach): passeio de barco para visitar algumas ilhas, incluindo a praia de Whitehaven que tem bancos de areias branca banhadas por águas cristalinas (curiosidade: a areia é tão pura (98% sílica) que foi usada pela Nasa para construir um telescópio). A Whitehaven beach e com certeza um das praias mais lindas que já vi!

 

Voo sobrevoando a Grande Barreira de Corais (Great Barrier Reef) e Whitsundays. Outro passeio obrigatório. O que você tem a chance de ver nesse passeio é emocionante. É impressionante toda a beleza das ilhas e da barreira de corais visto de cima. O Heart Reef, um coral em forma de coração, demais!

Snorkel pela Grande Barreira de corais: não perca a chance de ver os corais mais lindos e ricos que existem. Inesquecível!

 

Em Bali, queríamos ficar apenas relaxando (férias das férias). O que super recomendamos é explorar a região de Ubud (não deixe de provar um restaurante típico), visitar o templo de Uluwatu (se tiver tempo assista a uma apresentação que acontece sempre ao pôr do sol) e Tanah Lot. Além das praias das regiões que nos hospedamos, visitamos Uluwatu e Padang Padang.

2016-12-23-PHOTO-00000104-min 2016-12-23-PHOTO-00000105-min 2016-12-23-PHOTO-00000106-min

 

Como vocês se locomoviam?

 

Na Austrália, alugamos um carro. Somente em Sydney não tínhamos o carro, mas é possível se locomover de todas as formas: transporte público, Uber, taxi. O hotel que ficamos em Sydney era super bem localizado e fizemos muitas coisas a pé.

 

Em Bali, não queríamos alugar carro de forma alguma, já que o trânsito por lá é horrível. Sempre tínhamos um motorista ou pegávamos um táxi. Se você quiser explorar alguns pontos da ilha, é possível reservar um motorista e ele te leva por todos os lados. Não queríamos estar em nenhuma roubada e achei super válido ter o motorista em alguns passeios.

2016-12-23-PHOTO-00000094-min 2016-12-23-PHOTO-00000095-min

 

Precisa de guia?

 

Para alguns passeios na Austrália, ainda mais com o tempo limitado em cada lugar, um guia foi essencial. Era legal escutar histórias de alguém local, ver a forma como eles veem a vida e como apreciam tudo o que tem. Mesmo as vezes tendo horários com alguns passeios em grupo, era tudo muito tranquilo.

 

Em Bali não era necessário ter um guia, um motorista era suficiente. O ponto chave lá e ficar em diferentes lugares da ilha pois a locomoção pode ser bem caótica.

 

Comeram algo local pela primeira vez?

 

Provamos vários pratos típicos da cozinha balinesa. O highlight da viagem por Bali foi nosso cooking class. Pela manhã fomos a um mercado local, vimos todos os ingredientes usados e de volta ao hotel iniciamos nossa aula. É uma das coisas que tem que fazer por lá!

 

A cozinha australiana não é muito variada, então não podemos dizer que provamos algo muito diferente.

 

Aprenderam algo de novo sobre a cultura local?

 

Os australianos são muito autênticos, simpáticos e parecem apreciar toda riqueza natural que tem por lá. A maioria das pessoas eram super super amigáveis.

 

Bali era um lugar muito diferente de todo os lugares que já visitamos. Aprendemos sobre a religião deles (a grande maioria é budista), todas as oferendas que fazem, a forma como veem a vida segundo e a filosofia deles. As pessoas são gentis e é de verdade um lugar para relaxar.

 

Voltariam?

 

Para a Austrália, vamos voltar com certeza, pois ainda falta muita coisa pra conhecer, também queremos voltar pra Whitsundays e diferentes partes da Grande Barreira de Corais. Bali também é um lugar que voltaríamos, principalmente pelos hotéis que conhecemos por lá (as praias não são as mais paradisíacas mas a infraestrutura de muitos hotéis são impecáveis).

 

Como estava a temperatura?

 

Viajamos entre final de Setembro e começo de Outubro e achamos a temperatura ideal. Não sei se tivemos muita sorte, mas pegamos sol todos os dias e a temperatura estava super agradável (não era a alta temporada e então achei melhor pois não tínhamos o extremo do verão).

 

O tempo de viagem foi suficiente?

 

Tínhamos um pouco mais de 3 semanas (1 semana em Bali e todo o resto na costa Leste da Austrália) e pudemos aproveitar bastante. Considerando a quantidade de lugares que visitamos, acho que conseguimos dividir super bem. Claro que, na Austrália se pode sempre incluir mais dias, pois a variedade de lugares e coisas pra fazer é infinita.

 

Mudariam alguma coisa?

 

Ficaria no One&Only em Hayman Island. Esse com certeza vai ser um lugar que vamos no futuro. Não reservamos no início do planejamento da viagem, pois não queríamos ficar muito presos a algum lugar no nosso road trip. Mas voltando pra lá e estando em um plano mais relax, esse hotel está no topo da nossa lista. A ilha parece ser um paraíso! Ficaria mais tempo em Sydney (ficamos apenas 3 dias). E também escolheria outro hotel um Ubud, Bali.

 

2016-12-23-PHOTO-00000109-min 2016-12-23-PHOTO-00000110-min

Lua de mel: Viagem romântica para Austrália e Indonésia
Avalie esse Post

justmarried O Just Married faz o site perfeito para o casal com os dados do grande dia, pois acredita que a festa de casamento começa no site dos noivos! A empresa se uniu ao Casar.com para dar assessoria nos sites de casamento aos noivos do plano VIP Concierge! Além disso, as fundadoras Giuliana Kaufman e Juliana Peixoto Zuppardo, que amam viajar e estão sempre antenadas com o que há de mais bacana em viagens, ajudam com listas virtuais de lua de mel e adicionalmente compartilham com o público seu conhecimento em viagens, em textos periódicos em seu próprio site e no Casar.com. Saiba mais em justmarried.com.br e @sitejustmarried

CASAR Salvador 2018